sexta-feira, dezembro 21, 2007

Ilegal, eu?

Cerca de 450 elementos da GNR iniciaram ontem a operação "Identidade Selvagem", que visa fiscalizar elefantes, tigres, leões e répteis em todos os circos e exposições em Portugal. A iniciativa começou pelo circo Victor Hugo Cardinalli, junto à Expo, Lisboa, onde estão treze tigres, seis leões, quatro camelos, duas lamas, seis elefantes africanos e vários cavalos. O segundo circo visitado pelos militares da GNR foi o Chen, cujos elefantes indianos, tigres, dromedários, cães, o hipopótamo, lamas e vários bovinos foram considerados "todos legais". O representante da comunidade animal, aka Rei Leão, já fez saber que não compreende esta acção da GNR, mostrando-se extremamente preocupado com os estímulos xenófobos que o caso pode carregar e lamenta o desrespeito pela privacidade e vida pessoal de todos estes animais. Os próximos dois circos alvo de fiscalização serão o Palácio de S. Bento e a Assembleia da República onde os militares da GNR esperam encontrar animais de grande porte (sobretudo dinossauros e camelos) obtidos em negócios de contrabando e sujeitos a arriscadas actuações públicas sem qualquer treino adequado para a execução dos perigosos exercícios coreográficos.


De assinalar que o contrabando de espécies animais em vias de extinção é o terceiro negócio mais lucrativo, só superado pela droga e armas.

Sem comentários: